SABÃO DA COSTA

OSE DUDU - Sabão da Costa

SABÃO DA COSTA CASEIRO NÃO RELIGIOSO.

INGREDIENTES:
Óleo (dê preferência ao de coco), ou ainda a Manteiga de Karité.
Ao invés de usar soda caustica que danifica a pele, use as cinzas de madeira.
Para usar as cinzas de madeira, primeiro deve queimá-las e deixar que se consuma por completo.
Pegue uma boa quantidade em torno de 5 kilos e coloque em uma panela.
Coloque junto para cada 5Kg de cinzas, 5 litros de água e ferva por 3 horas (+/-)
Misture e mexa bem até desfazer tudo.
Passe em uma peneira bem fina (use aquela de passar óleo, feita de metal ou um pano de algodão).
Misture agora com a Manteiga de Karité ou o óleo de Coco na proporção de 1 litro da água com as cinzas para cada 2 litros do óleo.
Prepare a parte o sumo das ervas que queira colocar na mistura.
De preferência a ervas como, Alecrim, Melissa, Calêndula, Babosa ( aloe vera ), Alfazema, Abacateiro, Pitanga e etc…
Faça esse sumo bem forte e acrescente aos poucos numa relação máxima de 100ml para cada
litro da mistura.
Se quiser acrescentar essência, use a base de óleo e nunca alcoólica.
Se quiser fazer um sabonete tipo esfoliante coloque sementes pequenas na mistura tipo gergelim, linhaça e etc…
Use uma colher de Pau para mexer as misturas e após pronta despeje em recipiente e deixe descansar até obter a dureza necessária.
Obs – Retirei a parte que descrevia sua fabricação Ritual para cada Òrìsà somente, pois o preparo é o mesmo.
Abraços, Kambami.

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Uma metamorfose humana do conhecer e aprender. Simples porém exigente. Bem sobre o autor desse blog, me parece ser um cara legal, gosta de conversar, dar pitacos aqui e acolá. Procuro ser o mais sincero que a vida me permite, adoro amizades, sou tímido acreditem também uma metamorfose ambulante como diria Raul. Adoro cozinhar, mas na escrita sou mesmo comilão, como acento, concordância verbal, minha gramática de fato anda bem mal, mas sou um cara legal. Tenho muito gosto em escrever o que me vem à mente ou o que me chega aos ouvidos e visão, sou um observador nato desde minha aparição. Aqui é um palco de teatro não se engane há muito de quem escreve e muito de fantasia, mas não há bilheteria, então sinta-se a vontade, puxe sua cadeira e sente, estou quase sempre presente, me enrolo muitas vezes nessa de seguir quem me segue, me perco nesse mundo danado de internet. Não sou esnobe, sou pessoa bem simples, gosto da natureza, da boa mesa, do bom papo, não tenho hora, não uso relógio para controlar meu tempo, a muito me deixei ser levado ao vento, ora furioso que me derruba e machuca, ora bondoso que me embala em doçura. Chamo-me Cláudio El-Jabel, também podem me chamar de Kambami ou Kael, adoro distribuir carinho sem intenção outra que não seja da amizade ser bela, ser amiga, ser sincera, entendo que nossa vida é algo muito rápido e nem sempre dá tempo de nos conhecermos melhor, mas essa é minha apresentação, muito prazer, eu não esqueço vocês, já os tenho em meu coração, sejam bem vindo então.
Esta entrada foi publicada em Banhos, COSMÉTICO, MAGIA. ligação permanente.

19 respostas a SABÃO DA COSTA

  1. Jasmine Felippe diz:

    Olá Kambami, onde posso encontrar o sabão puro (sem soda cáustica) para venda? Não tenho espaço para fazê-lo, e todos os que encontro possuem soda na composição. Você poderia me ajudar?

    • KAMBAMI diz:

      Olá Jasmine! É difícil mesmo indicar. Nesse caso, só pesquisando muito entre pessoas que trabalhem com sabão artesanal ou ainda arriscar-se na receita o que de início pode ser meio embaraçoso. Boa sorte! 🙂

    • Silvia diz:

      Jasmime,
      O sabão é feito numa reação química chamada Saponificacao, onde uma gordura (pode ser animal ou vegetal) reage com um alcali/base e produz como resultado sabão e glicerina. Como alcali, costuma-se usar Hidróxido de Sódio (soda caustica) para fazer sabão sólido, ou hidróxido de Potássio (potassa) para fazer sabão líquido. Tomando por exemplo o sabao solido, se a pessoa que fizer o sabão calcular as quantidades direitinho, durante a reação química, toda soda é neutralizada, de maneira que no sabão (produto final) não haverá nenhum resquício de soda. Para isso é necessário certo conhecimento porque dependendo da gordura que se utilizar (qual tipo de óleo vegetal, ou qual tipo de banha/sebo/gordura animal), dependendo do grau de pureza da soda, as quantidades mudam.
      Portanto, praticamente não existe sabão sólido que não tenha sido feito com soda. O sabão líquido é feito com potassa mas ela é igualmente corrosiva. O detergente é feito com lauril e é extremamente poluente para o meio ambiente, além do quê é detergente e não sabão. O sabão glicerinado, do tipo que você compra a base pronta, derrete, perfuma e coloca em forminhas, na verdade já foi feito com soda. O que acontece é que você compra ele “pronto” e só customiza
      No sabão de cinzas ou no sabão da Costa, na decoada existe potassa.
      Portanto, não tem como “escapar” de ter um alcali corrosivo na formula – seja ele a soda ou a potassa. Mas se a reação for bem-feita, todo o Alcali é neutralizado então não há problemas nem para tua pele e nem para o meio ambiente.
      Sei que existe uma planta que pode ser usada para fazer sabão sem soda mas não conheço direito. De uma procurada no YouTube.

  2. Mércia Jorge diz:

    Como conheço um pouquinho das ervas da para fazer com cada uma a que cada serve. Fico mui grata em vcs colocarem para podermos aprender mais. Bjs a todos.

  3. leonardo diz:

    Essa receita serve para uso ritual ?
    E, por que alguns sabão-da-costa são de cor preta e outros de cor marrom ?
    No mais, gostaria de parabeniza-lo pelo blog, pois o mesmo está muito instrutivo.

    • KAMBAMI diz:

      Olá Leonardo que bom que tenha gostado do espaço. Essa receita é uma base para uma compreensão de como se prepara um sabão caseiro rustico que nos candomblés são chamados de Sabão da Costa em reverencia ao local de onde se originava sua vinda ou conhecimento. Uma receita para uso ritual deve ser ditada ou por entidades no caso da Umbanda ou pelo jogo de Ifá em caso de Candomblé ou ainda pelo seu Zelador. Pelo conhecimento que foi passado além do chamado Sabão da Costa em determinados casos também era permitido o de glicerina ou ainda o de coco, isso vai muito da escola, da família religiosa e da origem ancestre. Agradeço a você pelo elogio e espero ter sanado suas dúvidas. 🙂

  4. Onde posso encontrar o sabao da costa em Fortaleza?

  5. Grata pela receita! Muito útil! Parabéns pelo seu blog.
    Bjs.

  6. Boa noite Kambami, Mukuiu, gostaria de saber sobre a fabricação Ritual do sabão da costa para cada Òrìsà, podemos conversar pelo whatsapp?
    Obrigado e Parabéns pelo seu blog, um grande abraço.

    • KAMBAMI diz:

      Vaana mbote!

      Minha intenção aqui no espaço foi apenas de dar mostras não tenho intenção de intervir nas tradições de cada Nzu. Agradeço ao seu apreço, porém me sentiria falho nessa intervenção. Espero que entenda minha posição.
      No meu entender não são apenas ervas (kisaba) que fariam parte dessa preparação, isso envolve bem mais que isso. São zuelas(cantos), samboro(rezas), e toda parte ritualística que acerca a colheita da erva e a busca da água. Em meu entender sem isso se perde o essencial do rito, a força (Nguzu).

      Jindandu!

  7. Lana Araújo diz:

    Boa Noite! Sabe informar onde encontro em Salvador – BA ?

  8. Poderia me passar a confecção religiosa?

    • KAMBAMI diz:

      Olá Mário Lima!
      A parte religiosa se difere pelo método utilizado de cada família ou vertente. Entenda que a fórmula de fabricação do sabão é a mesma apenas acrecida dos cuidados que todo o “RITO” proporciona.
      Em um Rito religioso existem regras, desde a colheita das ervas que implica em que se pretende, quando colher e seguido de toda parte ritual que envolve desde as vestes do catador e suas oferendas para tanto até as rezas e súplicas de encantamento que cada situação exige.
      Cabe porem a cada zelador ou família religiosa definir como aprendeu e vem se utilizando em seu rito religioso.
      Procure seus mais velhos ou um sacerdote para saber qual sua necessidade.
      Abraços! 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s